Vinhos do Tejo aumentam exportações em 2016

Os Vinhos do Tejo registaram uma evolução positiva nas exportações de 2016, relativamente a 2015, nomeadamente nas exportações para a Polónia e para o Brasil, dois dos principais mercados externos estratégicos da região.

Na Polónia, as exportações cresceram 161 por cento entre Janeiro e Dezembro de 2016. Já no Brasil, o aumento foi de 71 por cento, no período homólogo. Também as exportações para a China, importante mercado para a região, evidenciaram um crescimento em 2016, continuando com uma dinâmica muito positiva, tendo alcançado um crescimento de 4,5 pontos percentuais (p.p., no período acima mencionado.

Alguns mercados emergentes também se destacaram ao longo de 2016, com especial destaque para a Lituânia, Colômbia, Canadá, República Checa e Bélgica, que registaram aumentos significativos.

A «combinação da dinâmica» em mercados como o Brasil e a Polónia com novos mercados no Leste da Europa e na América Latina tornaram possível um crescimento de 12 p.p. nas exportações dos Vinhos do Tejo face a 2015, sendo este crescimento de dois dígitos «um importante marco que confirma a importância da estratégia traçada pela Comissão Vitivinícola da Região do Tejo», diz fonte da Comissão.

Para este crescimento tem contado também a evolução «na excelência e reconhecimento dos Vinhos do Tejo, um resultado directo da qualidade demonstrada pelos produtores da região, cujos vinhos foram premiados nacional e internacionalmente ao longo do ano de 2016. Ao todo, no ano de 2016, os Vinhos do Tejo alcançaram mais de 200 medalhas», adianta a mesma fonte.

Fonte: Revista Agricultura e Mar.

0 visualização0 comentário

©2023 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn