Um mau ou péssimo ano para a castanha? Ainda é uma incógnita

A campanha está atrasada e pode estender-se até o mês de dezembro. Os ouriços ainda não abriram e são de reduzida dimensão e os produtores culpam as alterações climáticas.


A seca e a falta de água fizeram atrasar a produção de castanha – o desenvolvimento do fruto está atrasado e os ouriços tardam em abrir. Os produtores estão apreensivos e falam em grandes quebras de produção.


Manuel Santos, produtor da Castanha da Padrela DOP, conta que já deu a volta aos soutos e não levou nada para casa. “Os ouriços ainda não abriram e são tão pequenos que a terem alguma castanha não dão para a exportação”, lamenta o produtor de Valpaços.


Por esta altura do ano seria normal ver os soutos cheios de apanhadores, mas como o desenvolvimento do fruto está atrasado, são poucos os que se encontram.

E este atraso no entender de Maria Silva pode refletir-se no rendimento dos agricultores. “É com isto que contamos para aguentar o ano. Se não colhemos não vendemos e, se não vendemos o dinheiro pode faltar na carteira”, diz.


Continue a ler este artigo na Rádio Renascença.



62 visualizações0 comentário

©2023 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn