Seca Extrema aumentou em julho

Portugal continua em situação de seca meteorológica, tendo a classe mais grave - ‘Seca Extrema’ - aumentado de 28% para 44% durante mês de Julho, de acordo com o relatório «Monitorização Agrometeorológica o Hidrológica - 31 de Julho 2022».


Este documento de monitorização apresentado pelo Grupo de Trabalho que faz a assessoria técnica da Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca tem por base a compilação de dados decorrentes de informações acompanhadas pelo IPMA, GPP, INE, APA, DGADR, ANEPC e EDIA.

Nele se refere a diminuição do índice de água no solo, confirmando que “no final de Julho uma diminuição generalizada dos valores de percentagem de água no solo em todo o território. Verificaram-se diminuições mais significativas em toda região do vale do Tejo, litoral Norte e Centro (com destaque para distritos do Porto, Coimbra, Viseu e Leiria) e na região Sul, com destaque para o distrito de Faro. De realçar o aumento da área com valores inferiores a 10% e iguais ao ponto de emurchecimento permanente.”

Igualmente no que se refere ao Índice de Seca PDSI (Palmer Drought Severity Index), o relatório confirma a continuação da situação de seca meteorológica em todo o território, “verificando-se, em relação ao final de Junho, um aumento da área em seca extrema em particular na região Sul e nalguns locais do interior Norte e Centro.”


Saiba mais em CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal: Seca extrema aumentou em julho.

27 visualizações0 comentário

©2023 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn