Produção e Comercialização de Abacate

Fruto exótico, o abacate é originário da América do Sul. O abacateiro é uma árvore de grande porte (chega a ultrapassar os 30 metros de altura) e tem maior facilidade de adaptação a solos húmidos.

O consumo global de abacate tem registado um crescimento de 3% ao ano, a produção tem registado um crescimento ligeiramente inferior. Até agora, a nível global, o mercado de abacate é suficientemente grande para os players envolvidos.

Existem mais de 500 variedades (cultivares) de abacateiros, originando também muitos tipos de abacates diferentes na forma, tamanho e cor.

Em Portugal, a área total de cultivo é de 320 hectares, com uma produção aproximada de 2.900 toneladas. O Algarve é a zona de maior produção, reunindo uma área de cerca de 230 hectares, com uma produção próxima das 1900 toneladas. A segunda maior Região produtora é a Madeira, com uma área de quase 90 hectares, produzindo aproximadamente 1000 toneladas por ano.

As variedades de abacate mais produzidas em Portugal são a Hass, Fuerte, Reed, Bacon e Pinkerton.

Produção

O peso médio deste fruto varia entre as 150 e 500 gramas, a cor da casca varia entre o verde, vermelho-escuro, negro, violáceo ou pardo e contém um caroço de 3 a 5 cm de diâmetro. A produção de uma árvore adulta varia entre os 200 e 800 frutos por ano.

A plantação de abacate pode ser realizada em diversos tipos de solo, porém, a árvore requer um solo com boa drenagem, dado não sobreviver em solos enlameados. A precipitação anual na zona plantada não deve exceder os 1.200mm-1.300mm anuais.

A maior parte das variedades de abacate desenvolve-se plenamente em locais com uma altitude até aos 750 metros, ou seja, sem prejuízo da qualidade e produtividade.

Apesar de serem hermafroditas – flores masculinas e femininas na mesma inflorescência -, as variedades de abacate apresentam comportamentos distintos relativamente ao período do dia no qual ocorre abertura das flores. Algumas variedades abrem as flores femininas pela manhã e as masculinas à tarde, enquanto outras apresentam um comportamento inverso. Desta forma, no pomar de abacateiro é necessário ter dois tipos da planta para garantir a fecundação das flores.

abacates

O terreno deve ser abrigado de ventos fortes, devido à delicadeza da árvore e à possibilidade de danificar as flores e frutos. Terrenos muito próximos do mar também não são ideais para plantar abacate, devido à sensibilidade da árvore ao sal. O solo ideal deve ter um pH entre os 6.2-6.5.

Numa plantação profissional, plantar abacate com árvores enxertadas é uma melhor opção relativamente à semente: providencia maior qualidade e produtividade, para além de ter, naturalmente, um tempo mais reduzido até ao início da produção (3-5 anos para as árvores enxertadas e 5-7 anos para as sementes).

Trata-se de um fruto que não amadurece na árvore, caindo da mesma naturalmente. Desta forma, é necessário efetuar a colheita em verde, assim que o tamanho indique que está pronto a amadurecer em poucos dias – evitando que caia ao chão e se danifique.

É expectável que uma instalação comercial de abacate atinja uma produtividade global de 10 a 20 toneladas por hectare.

Comercialização

Em Portugal, a época de produção e comercialização ocorre durante praticamente todo o ano, devido à plantação de diferentes variedades – precoces, meia-estação e tardias – com polinizadoras que florescem na mesma época.

A balança comercial é deficitária. O escoamento do abacate, no Algarve, é feito com alguma dificuldade, sobretudo devido ao hábito não enraizado de consumo deste fruto. Apesar disso, as variedades Reed e Hass são as mais bem aceites pelo consumidor. Parte significativa da produção no Algarve da variedade Hass é exportada para Espanha. O abacate da Madeira é consumido na Região.

As variedades Hass e Bacon são as que apresentam, em regra, preços mais altos, atingindo em média 1,60€/kg – preço pago em mercado produtor.

Características do Fruto

O abacate é um fruto muito rico em gorduras monoinsaturadas, sendo esta a principal vantagem do seu consumo. Recomenda-se a sua integração na dieta de indivíduos com distúrbios cardiovasculares. Contém baixo teor de hidratos de carbono e proteínas, sendo rico em magnésio e potássio. Pela riqueza em provitamina A e vitamina E, constitui-se como um ótimo antioxidante. A principal desvantagem no consumo de abacate é a elevada quantidade de calorias – aporta um valor energético de 160 Kcal por cada 100g.

O seu amadurecimento acelera se o abacate for armazenado juntamente com outros frutos que libertem gás etileno durante o processo de amadurecimento, como por exemplo as bananas.

Para escolher um bom fruto, é necessário ter atenção e verificar se os frutos não têm manchas negras ou demasiada maturação: o abacate deverá manter a pele intacta e, sob pressão com o polegar, o fruto não deve ceder.

Quando o abacate não está totalmente maduro, deve ser conservado durante 1 a 3 dias à temperatura ambiente. Porém, nos casos em que já está maduro, deve ser conservado no frigorífico, na parte menos fria. Se for consumida apenas uma parte do abacate, o restante poderá ser guardado sem que se estraguem, bastando para tal verter sumo de limão sobre o fruto.

O abacate é normalmente consumido isoladamente ou em saladas temperadas com molhos, como o famoso guacamole mexicano, ou como sobremesa.

Fonte: GPP / Plubee / Globo Rural.

#Abacate #Produção #Comercialização #Futicultura #Mercados

1 visualização0 comentário

©2021 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn