Produção de Milho em Solos Contaminados com Cefalosporiose

O Projeto MaisMilho efetuou um ensaio, em parceria com a Agromais, a Zeocel e diversos produtores de milho, com o objetivo de ajudar os agricultores a otimizar a sua produção através da adubação, em solos contaminados com cefalosporiose.

Objetivos

O ensaio teve como objectivo estudar o papel da adubação na produção de milho, em solos contaminados com cefalosporiose.


Dados CulturaisLocalAVIZ – PombalinhoData de sementeira05-04-2017Densidade de sementeira90000Tipo de regaCobertura totalVariedade toleranteSincero (Syngenta)

DADOS CULTURAISData de sementeira5-abr3 folhas24-abr6 folhas8-mai8 folhas16-maiBandeira13-junFloração19-junSintomas30-junColheita10-set


Testemunha – 13 de junho


Celfós – 13 de julho


Micronutrientes de fundo – 13 de julho


Aplicação de Celfós

– Aplicou-se CELFÓS na altura da sementeira, incorporado na linha de sementeira.

CELFÓS – Composição

CELFÓS – Quantidade Aplicada

Quantidade de nutrientes (kg/ha) doseados pelo CELFÓS, pelos restantes adubos e o total dos nutrientes aplicados na modalidade de CELFÓS.

Substituiu-se a adubação com fósforo (DAP) e o starter por CELFÓS, mantendo-se a restante adubação do agricultor.

Os nutrientes (kg/ha) aplicados na modalidade de CELFÓS, na modalidade do agricultor e na modalidade com aplicação de micronutrientes em fundo.

Na modalidade de CELFÓS foi aplicado mais potássio, cálcio e magnésio que nas outras modalidades. O CELFÓS foi mais completo na aplicação dos micronutrientes.

Resultados

Peso dos grão/maçaroca (g), o PMG (peso de mil grãos) com 14% de humidade e a produção obtida em cada modalidade, com as respectivas humidades

O CELFÓS obteve o melhor resultado do ensaio no PMG e o segundo melhor resultado no peso dos grão/maçaroca.

Peso dos grãos/maçaroca (g), o PMG (peso de mil grãos) com 14% de humidade

O PMG e o peso de grãos/maçaroca do CELFÓS estão acima da média e superiores aos dos Micronutrientes em fundo

Produções da variedade Sincero, com diferentes adubações, assim como da variedade sensível, ambas com 14% de humidade

• As produções obtidas no ensaio foram muito superiores às obtidas nos anos anteriores • A modalidade com aplicação de nutrientes em fundo obteve a melhor produção, 18,1 t/ha • O CELFÓS foi ligeiramente superior à média do campo • A produção da modalidade de CELFÓS esteve abaixo da melhor, de micronutrientes em fundo, apenas por 500 kg/ha • A produção da variedade sensível espelha a agressividade da cefalosporiose no ensaio

Conclusões

• O CELFÓS aplicado substituiu a adubação com DAP (18-46-0) a 200 kg/ha e o starter; • A adubação com CELFÓS foi mais completa em micronutrientes; • Na modalidade de CELFÓS foi aplicado mais potássio, cálcio e magnésio que nas outras modalidades; • Este ano, o ensaio atingiu valores recordes para um campo contaminado pelo Cephalosporium; • Todo o ensaio foi conduzido numa variedade da Syngenta, o Sincero, tendo como testemunha uma variedade muito sensível à cefalosporiose; • O CELFÓS nas observações realizadas nas maçarocas colhidas depois do ponto negro do milho apresentou os melhores resultados de todas as modalidades testadas. Foi o que obteve o melhor PMG 14% (401 g) e foi o segundo no peso de grãos na maçaroca (14%) 219 g, com diferença de 1 g do primeiro; • No ensaio a melhor modalidade foi a da aplicação de Micronutrientes em fundo; • As produções foram muito elevadas, tornando mais difícil obter diferenças entre as modalidades, no caso do CELFÓS teve apenas uma diferença de 500 kg/ha da melhor produção; • Relativamente à produção obtida com a adubação do agricultor, o CELFÓS foi superior em 400 kg/ha.

Os produtos da Zeocel estão em linha com a nossa investigação, que aponta para a exploração das capacidades do solo e uma fertilização adequada para minimizar os ataques da cefalosporiose; Salientamos como pontos mais positivos dos produtos: o Capacidade de dosear macro e micronutrientes; o Melhorar a capacidade de troca catiónica; o Possibilidade de participar numa agricultura de precisão; o Responder às necessidades de fertilização de cada cliente;

 

ZEOCEL

tel: +351 234 092 100 | geral@zeocel.pt | www.zeocel.pt

0 visualização0 comentário

©2021 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn