Portugal entra em divergência com outros Estados Membros sobre futuro da PAC

Portugal, Holanda e França demostraram discrepâncias sobre o orçamento da Política Agrícola Comum após 2020 e a forma como devem ser reformadas as ajudas aos produtores.

Os três países demonstraram hoje a sua posição durante a conferência organizada pelo Ministério de Agricultura e Pesca, Alimentação e Meio Ambiente espanhol, sob o tema “Construindo a PAC do Futuro”, segundo a agência Efe.

A diretora-geral de Desenvolvimento Económico, Ambiental e Empresas do ministério francês de Agricultura, Catherine Geslain-Lanéelle, disse em declarações à agência Efe que, face ao desafio do “Brexit”, a «Europa deve ser mais forte e não degradar-se» e neste contexto será fundamental conservar os «recursos necessários» para a Política Agrícola Comum (PAC).

A responsável recordou que cada vez que se inicia o debate sobre uma reforma agrícola surge a questão orçamental, mas a França defende que o fundamental do futuro da PAC passa por garantir a manutenção do território e a luta contra as alterações climáticas.

A governante avançou também que o país terá uma nova ferramenta para incentivar a constituição de um «fundo preventivo de poupança», que aumente as dotações enquanto a situação económica estiver bem e se gaste em alturas de crise em apoios ou preços de segurança para os produtores.

De Portugal, o diretor-geral de Planificação e Políticas do Ministério da Agricultura, Eduardo Albano Duque Correia Diniz, destacou à Efe como prioridades a sustentabilidade dos agricultores, a luta contra as alterações climáticas, o desenvolvimento rural, a integração de jovens e a melhoria da cadeia alimentar.

O responsável português disse estar consciente de que poderão existir problemas, mas considera que «a PAC é uma política importante» pelo não deverá existir uma ruptura para o agricultor, mas sim uma modernização e simplificação de políticas.

Holanda, por sua vez, considera que «é preciso ser realista» e que, face ao “buraco” orçamental que será deixado pela saída do Reino Unido da União Europeia, «existem outras prioridades», como a migração.

Ler aqui.

0 visualização0 comentário

©2023 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn