PDR2020 tem €2 milhões para combater Xylella fastidiosa

A Xylella fastidiosa chegou a Portugal. O Ministério da Agricultura reage com um apoio de 2 milhões de euros para o combate a esta praga, que já dizimou milhares de olivais em Itália. As candidaturas estão abertas até 30 de Abril.

A entidade gestora do PDR 2020 tem aberta a Operação 6.2.1 – Prevenção de Calamidades e Catástrofes Naturais (1º Concurso, onde se enquadra o combate à Xylella fastidiosa), a qual se destina a reforçar a viabilidade dos viveiros agrícolas existentes, promovendo a inovação, a capacitação organizacional e a reconversão das empresas.

Todo o país em alerta

A bactéria Xylella fastidiosa afeta um elevado número de espécies de plantas na América do Norte, América do Sul e Ásia. Na Europa, em 2013, foi confirmada a presença da bactéria no sul de Itália, onde tem devastado uma extensa área de olival e afetado diversas ornamentais.

Contudo, desde 2015, têm sido detetadas diferentes subespécies da bactéria em França, Espanha e Itália em diversas ornamentais e em culturas importantes tais como oliveira, amendoeira, figueira e videira.

Assim, após a confirmação a 3 de janeiro da presença da bactéria Xylella fastidiosa em território português, todo o país é considerado de alto risco face á existência de insetos vetores, por haver um elevado número de espécies vegetais suscetíveis e condições climáticas propícias ao desenvolvimento da bactéria.

Apoio e Investimento em viveiros

As candidaturas a este apoio devem ainda preservar e melhorar o ambiente, assegurando a compatibilidade dos investimentos com as normas de prevenção, protecção e controlo fitossanitário em vigor.

A tipologia de intervenção a apoiar respeita a investimentos em viveiros para a produção de plantas de espécies ornamentais, fruteiras e de videira conhecidas como susceptíveis à Xylella fastidiosa, que se encontrem em actividade, e cujo valor total do investimento elegível, apurado em sede de análise, seja superior a 5 mil euros.

Produzir plantas susceptíveis à Xylella

As candidaturas a este apoio devem também destinar-se a produzir plantas das espécies susceptíveis à Xylella fastidiosa em local com protecção física completa contra os insectos vectores desta bactéria.

Por outro lado, este apoio do PDR 2020 pretende que os candidatos promovam a utilização do tratamento por água quente das plantas vitícolas.

Pode consultar o Anúncio da operação aqui. Fonte: PDR2020 / revista Agricultura e Mar Actual.

1 visualização0 comentário

©2021 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn