Marcas de produtores locais ganham terreno às multinacionais

Os produtores de marcas locais estão a ganhar terreno às marcas multinacionais. De acordo com o mais recente estudo Brand Footprint da consultora Kantar Worldpanel, que lançou o Top 50 das marcas de grande consumo mais procuradas em 44 países, os fornecedores locais cresceram perto do dobro em valor comparando com as marcas globais.

As marcas locais e regionais representam 46% do total dos gastos globais em FMCG (Fast Moving Consumer Goods) em 2015 e mais de metade do crescimento do mercado de bens de grande consumo (58%) é gerado pelas marcas locais. Pelo terceiro ano consecutivo, as marcas de produtores locais cresceram mais do que as produtoras globais. No total, no último ano, o mercado de FMCG cresceu 4,7% em valor, sendo que os ‘players’ locais escalaram 6,2%, para os 41 mil milhões de dólares, na moeda norte-americana, quase o dobro da taxa de crescimento das marcas multinacionais, que se cingiram a um aumento de 3,4%. As marcas locais são sobretudo fortes nas áreas de alimentação e bebidas.

A análise da Kantar envolveu mil milhões de lares, em 44 países entre os cinco continentes, e 300 mil milhões de decisões de compra de consumidores, utilizando a métrica Consumer Reach Points (CRPs), propriedade da consultora, para apurar quantas vezes uma marca foi escolhida pelos consumidores ao longo de um ano. Esta dinâmica de mercado onde se destacam os produtores locais é sobretudo forte na Ásia, América Latina e também em algumas partes da Europa, incluindo Espanha. Na China, as marcas locais abarcam 75 % das decisões de compra. Para as multinacionais “a grande oportunidade encontra-se numa área chave: o e-commerce – o canal com o crescimento mais rápido, e que atualmente estas já dominam”.

Quanto ao ranking das marcas mais compradas, a Coca-Cola continua a dominar, sendo a mais escolhida em dez países. A Maggi é a marca dominante no setor alimentar e a Downy é a principal marca de higiene do lar. Além de liderar o setor de saúde e beleza, a Colgate foi a marca que conquistou mais novos consumidores, pelo segundo ano consecutivo, alcançando 40 milhões de novos lares. Além disso, é a única marca no ranking com uma penetração global acima de 50%.

O estudo denota ainda que os consumidores pagaram mais por menos produtos: o valor das vendas de FMCG cresceu 4%, o volume desceu 0.4%. Os Estados Unidos, a América Latina e Ásia foram as regiões que lideraram esta tendência.

#agronegócio #Branding #Marcas

0 visualização0 comentário

©2023 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn