Itália: organizações mafiosas custam €21,8 mil milhões ao setor agroalimentar

Um relatório, denominado Agromafie 2017, realizado pela Coldiretti, o Instituto Eurispes e o Observatório italiano da criminalidade, estima que as organizações mafiosas italianas custaram ao setor agrícola e agroalimentar italiano, qualquer coisa como 21,8 mil milhões de euros em 2016, ou seja, mais 30% que em 2015, adianta o portal Agroinfo.pt.

Este valor, segundo o portal, é muito capaz de estar subestimado, uma vez que muitas atividades são completamente desconhecidas.

As organizações mafiosas infiltram-se em todos os setores da cadeia alimentar, desde a produção à venda, passando pelos transportes. Neste relatório pode constatar-se um forte aumento dos roubos nas explorações de veículos agrícolas, combustíveis, cobre, animais e mesmo colheitas.

Também ao nível dos produtos de alta qualidade existe uma forte contrafação, que é comercializada pela máfia.

O relatório aponta também para 5.000 o número de estabelecimentos de restauração controlados pela máfia, com especial incidência em Roma e Milão. Esta atividade ilegal, que vem aumentando de ano para ano, começa a enfraquecer o sector agrícola italiano.

Fonte: Agroinfo.

0 visualização0 comentário

©2023 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn