Existências mundiais de cereais vão atingir valor recorde no final de 2017

As existências mundiais de cereais estão perto de alcançar um nível sem precedentes para o final da temporada em 2017, segundo a última nota informativa da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação sobre a oferta e procura de cereais.

Os valores mais recentes situam as existências mundiais de cereais em 681 milhões de toneladas, mais 1,5 por cento do previsto para dezembro e cerca de três por cento acima do período anterior.

As existências mundiais de trigo podem alcançar um novo recorde de 245 milhões de toneladas, com um aumento anual de 8,3 por cento. Prevê-se que as existências de cereais secundários cresçam 0,7 por cento, até o seu segundo maior nível registado até à data, enquanto os stocks de arroz passam por uma ligeira baixa, apesar de terminar a temporada num nível quase recorde de 170 milhões de toneladas.

A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) também aumentou a sua estimativa da produção mundial de cereais em 2016 em 15 milhões de toneladas, até 2.592 milhões de toneladas, principalmente devido a maiores colheitas de trigo esperadas na Austrália e Federação Russa.

No caso do arroz, o excesso de chuvas em algumas zonas do Vietname e as precipitações inadequadas no Sri Lanka vão, provavelmente, atingir a produção de arroz. Para outros cereais, parecem existir condições, em geral, positivas.

A produção de milho nos países de África Austral prevê-se que regresse a níveis perto da média, devido ao aumento das plantações e melhores rendimentos depois das condições extremamente secas do ano passado. Os preços altos locais e a meteorologia propícia apontam para um aumento das culturas de cereais na Argentina e Brasil.

Fonte: Agrodigital (via Confagri)

0 visualização0 comentário

©2021 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn