Embargo: Rússia já destruiu mais de 7500 toneladas de alimentos

Mais de 7.500 toneladas alimentos, principalmente frutas e legumes, foram destruídos na Rússia este ano ao abrigo do embargo imposto naquele país.

Concretamente, 7,282 toneladas de produtos hortofrutícolas provenientes de países sancionados foram destruídas desde 6 de agosto de 2015,” afirmou Yulia Melano, porta voz da Rosselkhoznadzor, entidade responsável pela inspeção alimentar na Rússia.

Uma grande quantidade de vegetais e frutas foram destruídos nas regiões de Bryansk e Smolensk (mais de 2.700 toneladas), nas regiões de Tver e Pskov (quase 1.900 toneladas), e em Rostov e Volvograd (mais de 600 tn). A maioria dos produtos destruídos são maçãs, peras, pêssegos, tomates, pimentos, beringelas, morangos, laranjas, nectarinas e uvas, segundo as autoridades russas.

Desde a mesma data, a Rússia já destrui também 228 toneladas de alimentos de origem animal. Estes produtos foram destruídos em Altai e na região de Belgorod.

O Presidente Russo Vladimir Putin assinou um decreto a 29 de julho de 2015, que decretava a destruição de alimentos em resposta ás sanções impostas pela UE a Moscovo após a invasão da Crimeia.

No ano passado, a Rússia acrescentou a Albânia, Montenegro, Islândia, Liechtenstein e Ucrânia à lista de países proibidos de exportar produtos alimentares, juntando-se assim aos Estados Unidos da América, União Europeia, Noruega, Austrália e Canadá.

Fonte: The Moscow Times.

#GrandeDistribuição #Mercados

0 visualização0 comentário

©2023 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn