Cereja do Fundão alinha estratégia para entrar no mercado chinês

Uma delegação de especialistas em produção de cereja do Chile visitou a região líder na produção de cereja em Portugal, o Fundão, para auxiliar no estabelecimento de estratégias para chegar ao mercado chinês.

A Agência espanhola EFE adianta que a delegação viajou para a cidade do Fundão onde se encontraram com investigadores, produtores e outros agentes ligados ao setor.

A procura por cereja aumentou exponencialmente na China nos últimos anos e levou a um aumento dos preços. Uma boa demonstração deste aumento deu-se aquando da visita do presidente chileno àquele país asiático, onde foi questionado por um jornalista chinês se “seria possível baixar um pouco o preço das cerejas que a China importa?”.

O Chile tem cerca de 25.000 hectares de produção de cereja e um volume de produção de aproximadamente 130.000 toneladas, dos quais 80% tem como destino o mercado chinês. Os preços de venda podem atingir os 6€ por quilo, e aumentos maiores são registados durante as celebrações do Novo Ano Chinês.

O presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes, afirmou que o objetivo da visita foi “estabelecer alianças entre produtores ou investigadores universitários dos dois países para melhorar os sistemas de exportação e de produção.” Afirmou ainda que esta visita é a primeira fase do processo, e brevemente uma delegação portuguesa irá ao Chile visitar pomares de produção de cereja.

Outra das prioridades de Portugal na fileira da cereja é obter uma variedade com elevada resistência a doenças e um bom tempo de vida pós colheita.

Ler aqui.

0 visualização0 comentário

©2023 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn