Campanha vitivinícola de 2016: menos quantidade, mais qualidade

O Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) prevê uma queda de 20% na produção da campanha vitivinícola que terminou em julho, face ao ano anterior, para um volume de 5,6 milhões de hectolitros, devendo-se sobretudo ao clima desfavorável.

O instituto explica que o clima foi a causa principal desta quebra, em particular no início do ciclo vegetativo da vinha, e que o Algarve foi a única região a manter os níveis de produção. Lisboa, Trás-os-Montes, Douro e Açores foram as regiões mais afetadas, com uma quebra de produção superior a 25%.

Por um lado, a meteorologia condicionou a produção de forma negativa, por outro, está a favorecer a maturação das uvas, acrescentam também esperar uma boa qualidade dos vinhos na colheita deste ano, apesar da expectativa de quebra nos valores da produção.

As previsões do IVV, de uma redução de 20% na produção desta campanha, traduzem uma quebra de 10% da produção quando comparada com a média das últimas cinco campanhas. A campanha decorre desde o dia 1 de agosto de cada ano até 31 de julho do ano seguinte.

Ler aqui.

Artigo Patrocinado Por:


ptwine-patron

#Produção #Vinho #Viticultura

0 visualização0 comentário

©2021 - Root. All Rights Reserved. Designed & Developed by Broono

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn