top of page

Agricultura abriu concursos para financiar projetos que respondam às alterações climáticas

A apresentação das candidaturas deverá ser feita através do formulário eletrónico, disponível no Sistema de Informação do IFAP, até ao dia 30 de novembro.


O Ministério da Agricultura anunciou, esta sexta-feira, 01 de outubro, que abriu concursos para apresentação de candidaturas ao financiamento de projetos de investigação, desenvolvimento e inovação, no âmbito da Agenda de Inovação para a Agricultura 20 | 30, 'Terra Futura', nos termos do regime de apoio do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).


A tutela explica que um dos concursos pretende dar lugar a respostas no âmbito da mitigação das alterações climáticas, visando promover a redução das emissões de gases com efeito de estufa no setor agrícola e "potenciar o aumento do sequestro de carbono no solo".


O outro concurso, acrescenta, pretende encontrar respostas no âmbito da adaptação às alterações climáticas, com o financiamento de projetos que "aumentem a resiliência da atividade agrícola, tendo em conta os impactos já sentidos devido ao aquecimento global, bem como aqueles que são esperados no futuro".


A dotação de cada um destes avisos ascende a quatro milhões de euros, podendo, cada candidatura, beneficiar, no máximo, de um milhão por aviso.


Maria do Céu Antunes, ministra da Agricultura, realça a importância da concretização da Agenda "Terra Futura" e sublinha que a abertura destes concursos é mais um passo nesse sentido.


"Queremos, com inovação, conhecimento e tecnologia, convocar a sociedade e responder aos desafios que se colocam ao setor agrícola. Temos de garantir uma produção cada vez mais sustentável dos pontos de vista ambiental, económico e social. Ou seja, uma produção que, assegurando um rendimento justo ao produtor e um preço justo ao consumidor, contribua para a construção do nosso futuro coletivo", afirma.


A Agenda de Inovação está contemplada no Plano de Recuperação e Resiliência, com 93 milhões de euros para a sua concretização.


Destes 93 milhões, 45 milhões serão para dinamização de projetos de investigação e inovação, 12 milhões para financiamento de projetos estruturantes para a transformação digital e 36 milhões para a modernização de 24 polos da Rede de Inovação.


A apresentação das candidaturas deverá ser feita através do formulário eletrónico disponível no Sistema de Informação do IFAP, IP até 30 de novembro.



Fonte Notícias ao minuto.

324 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page